top of page
  • ABBri

O QUE É O JOGO LIVRE, AFINAL?

Atualizado: 6 de out. de 2023

Jogo livre é a atividade iniciada pela criança, não estruturada e voluntária, que permite que ela desenvolva sua imaginação, enquanto explora e experimenta o mundo ao seu redor. É o jogo espontâneo, que vem naturalmente da curiosidade natural das crianças, amor da descoberta e entusiasmo.

O teórico do jogo Bob Hughes (2002), identificou dezesseis tipos de jogo livre, incluindo dramática, fantasia, jogo exploratório, criativo, social, de locomoção e simbólico. Todos estes promovem o desenvolvimento físico, social, cognitivo, criativo e emocional. Brincar com bonecas, blocos, argila e material com peças soltas, permite o brincar criativo não estruturado. Brincar ao ar livre incentiva todos os tipos de atividade física, desde construir fortalezas a escalar árvores.

O livre brincar incentiva as crianças a desenvolver a sua imaginação enquanto estiver usando sua criatividade. Brincar com brinquedos que só podem ser usados de uma maneira e atividades passivas como jogar videogames não empregam a criatividade.

Faz de conta e jogo de papéis são atividades importantes para as crianças expandirem sua compreensão do mundo em torno delas. Crianças ganham confiança ao aprenderem como resolver seus próprios problemas e desenvolvem outras habilidades sociais como partilha, ouvir outras ideias e comprometimento.

O brincar livre também desenvolve habilidades motoras, como correr, saltar e perseguir um ao outro ao ar livre. Balançar e se equilibrar desenvolve maior força muscular, bem como a coordenação mão-olho, equilíbrio e agilidade. Jogo livre em espaços abertos envolve mais habilidades motoras do que proporcionam exercícios estruturados ministrados em classe.

A necessidade de brincar gratuitamente e de forma não dirigida é tão importante que foi reconhecida pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para os direitos humanos como o direito de cada criança.


Hughes, B. (2002) A Playworker’s Taxonomy of Play Types . (2ª ed.) 2nd edition. London: Play Education.

Hughes, B. (2013) Evolutionary Play, Publisher Taylor and Francis.

Hughes, B. Children Play- a forgotten right. Environment and urbanization, Vol. 2, No. 2, October 1990. Disponível em: https://journals.sagepub.com/doi/abs/10.1177/095624789000200207

Nicholson, S., "How Not To Cheat Children: The Theory of Loose Parts". Landscape Architecture 1971.


101 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page